domingo, 27 de fevereiro de 2005

A VELHICE

Olha estas velhas árvores, mais belas
Do que as árvores moças, mais amigas,
Tanto mais belas quanto mais antigas,
Vencedoras da idade e das procelas...

O homem, a fera e o insecto, à sombra delas
Vivem, livres da fome e de fadigas:
E em seus galhos abrigam-se as cantigas
E os amores das aves tagarelas.

Não choremos, amigo, a mocidade!
Envelheçamos rindo. Envelheçamos
Como as árvores fortes envelhecem,

Na glória de alegria e da bondade,
Agasalhando os pássaros nos ramos,
Dando sombra e consolo aos que padecem!


Olavo Bilac

Posted by Hello

Hino ao Anti-racismo
LÁGRIMA DE PRETA
António Gedeão

Encontrei uma preta
que estava a chorar,
pedi-lhe uma lágrima
para a analisar.

Recolhi a lágrima
com todo o cuidado
num tubo de ensaio
bem esterilizado.

Olhei-a de um lado,
do outro e de frente:
tinha um ar de gota
muito transparente.

Mandei vir os ácidos,
as bases e os sais,
as drogas usadas
em casos que tais.

Ensaiei a frio,
experimentei ao lume,
de todas as vezes
deu-me o que é costume:

nem sinais de negro,
nem vestígios de ódio.
Água (quase tudo)
e cloreto de sódio.

sábado, 26 de fevereiro de 2005

SOU PORTUGUÊS

Eu pertenço a um povo que tem na memória,
Mais de oito séculos de história...
Que foi audaz, intrépido guerreiro,
Que pelejou e venceu no mundo inteiro.

Um povo de artistas de poetas e de fado
Mas que caleja as mãos, na pega do arado.
Um povo de mulheres vinho e romarias,
Mas que transpira o pão todos os dias

Um povo marinheiro, de enorme coração
Que deu ao planeta a sua exacta dimensão.
Um povo que levou Deus nas caravelas
Pregado na cruz de Malta das suas velas.

Pertenço a um povo humilde vagabundo,
Que tem por pátria quase todo o mundo.
Que foi valente, que desvendou mistérios
E à força de astúcia conquistou impérios.

E me emociono quando me convenço
Que é a este bravo povo que pertenço!


NB:
Gravura de 1922, festejando a Primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul (Gago Coutinho e Sacadura Cabral).
Autor da poesia desconhecido.

Posted by Hello

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2005

No dia 20 de Fevereiro, para além das Eleições claro, o facto mais relevante para mim foi a classificação obtida pelo Estoril Praia num Torneio de Futebol Infantil. Trata-se da equipa do meu neto João...
O Estoril, depois de numa jornada anterior se ter classificado para as meias-finais, perdeu o apuramento para a final em confronto com a equipa principal do Benfica, que ganharia o torneio, mas venceu a equipa B do mesmo clube para atribuição do 3º lugar.

A classificação foi a seguinte:
Benfica
Escola do Rui Águas
Estoril Praia
Benfica B.

O João (6 anos) marcou golos em todos os encontros. Bravo miúdo!

Posted by Hello
RELÓGIOS

Um cidadão morreu e foi para o céu.
Enquanto estava em frente a São Pedro nos Portões Celestiais, viu uma enorme parede com relógios atrás dele. E perguntou:
- O que são todos aqueles relógios?São Pedro respondeu:
- São Relógios da Mentira. Todo mundo na Terra tem um Relógio da Mentira. Cada vez que você mente, os ponteiros de seu relógio movem-se.
- Oh!
- Exclamou o cidadão – De quem é aquele relógio ali?
- É o de Madre Teresa. Os ponteiros nunca se moveram, indicando que ela nunca mentiu.
- E aquele, é de quem?
- É o de Abraham Lincoln. Os ponteiros só se moveram duas vezes, indicando que ele só mentiu duas vezes em toda a sua vida.
- E o Relógio do Santana Lopes, também está cá?
- Ah! O do Santana Lopes está na minha sala. Estou usando-o como ventoinha de tecto!!!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2005

Sorrir - III
Posted by Hello

Sorrir - II
Posted by Hello

Sorrir - I
Posted by Hello
O «PRINCÍPIO DE PETER»
O «Princípio de Peter» foi primeiramente proposto por Laurence Johnston Peter (1919 – 1990). L. J. Peter, antigo professor na University of Southern California e na University of British Columbia, viria a tornar-se famoso com a edição de uma obra com o mesmo título, editada originalmente em 1969, e hoje considerada um clássico no campo da gestão.

De acordo com o autor, em organizações burocráticas hierarquicamente estruturadas os funcionários tendem a ser promovidos acima do seu "nível de incompetência". Passo a explicar: o autor, a partir de um conjunto de observações, mostra como os funcionários costumam começar em posições hierárquicas inferiores. Porém, quando se mostram competentes na tarefa que desempenham, normalmente, são promovidos para posições hierárquicas superiores. Esse processo mantém-se até atingirem uma posição onde já não são competentes. Isto é, uma posição onde as competências que despoletaram a sua ascensão já não são as necessárias para essa mesma posição. E, por isso, visto que a despromoção não é um mecanismo habitual, as pessoas mantém-se nessas posições prejudicando a organização onde se encontram. É isso que Peter designa por "nível de incompetência" – o grau a partir do qual as pessoas já não possuem competências para a posição que ocupam. Existe, inclusivamente, um aforismo tradicionalmente atribuído a Peter e utilizado para explicar este princípio. Diz assim: "In a hierarchy, every employee tends to rise to his level of incompetence”.

Porém, não posso deixar de pensar no autor sempre que me deparo com algumas situações que parecem enquadrar-se, perfeitamente, no "princípio de Peter". E, ultimamente, deparei-me com algumas.


O MÉDICO ESPERTINHO
Uma mulher leva o filho doente ao médico. O doutor faz o exame e a mãe logo pergunta:
— E aí, doutor, o que meu filho tem?
— Olhe, minha senhora, ele tem pneumonia, tétano, conjuntivite, hepatite...
— Nossa, doutor... E o que eu faço?
— Vá até aquela salinha ali e tire a roupa.
— Por que eu tenho que tirar a roupa, doutor? Se é meu filho que está doente...
— Por isso mesmo... Este já não tem mais chances, está na hora de fazer outro!

terça-feira, 22 de fevereiro de 2005

Oh! - Esqueci-me de pôr creme na dentadura!!
Posted by Hello

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2005

JOGO DA MALHA

Joguei com a malha ao bicho
E quase sempre ganhava
Escutando o meu cochicho
De outras coisas me lembrava

A patadas e botões
Passei então a jogar
E levei muitas lições
Quase sempre sem ganhar

Mas às vezes por capricho
Jogava ao anoitecer
E só regressava ao nicho
Depois de uma vez vencer

Também jogava a tostões
Mas com eles nunca ganhava…
À noite nos meus calções
Nem um tostão encontrava

NB: - Poesia obrigada ao mote «Joguei com a malha ao bicho / A patadas e botões, / Mas às vezes por capricho,/ Também jogava a tostões.» Matias Veríssimo Bento

domingo, 20 de fevereiro de 2005

LICENÇA DE ISQUEIRO

Em Novembro de 1937, o Decreto-lei nº 28219 estabelecia que qualquer cidadão, para poder utilizar isqueiros (ou outro tipo de acendedores) em público, tinha que possuir uma licença. Esta era passada por uma Repartição de Finanças, era nominal, o que significava que um mesmo isqueiro não podia ser utilizado por outra pessoa sem que esta tivesse uma licença para o utilizar.

Muito provavelmente, esta licença destinava-se a incentivar a utilização de fósforos, já que esta era uma indústria «nacional», ao contrário da que fabricava os referidos isqueiros. Se alguém não apresentasse a referida licença ao ser interpelado por um «fiscal de isqueiros» ou por um polícia, sujeitava-se ao pagamento de uma multa e à apreensão do acendedor. Note-se que no verso do documento havia uma referência aos «delinquentes»...

Este decreto veio a ser abolido em 1970.

in www.coisasdeoutrostempos.blogspot.com

NB: Eu próprio fui autuado (e fiquei sem o isqueiro) à saída do Cinema Roma. Outra vez fui interpelado, mas safei-me pois estava dentro da minha viatura.

Posted by Hello

sábado, 19 de fevereiro de 2005

Todas as mulheres da Empresa se queixam de assédio sexual. Menos eu!
Vou queixar-me ao Sindicato, por ser discriminada!
Posted by Hello
FRASES QUE GANHARAM A IMORTALIDADE

Finalmente, a água corrente foi instalada no cemitério, para satisfação dos habitantes.
Presidente da Junta da Freguesia do Fundão  Esta nova terapia traz esperanças a todos aqueles que morrem de cancro em cada ano. Dr. Alves Macedo – ONCOLOGIA  Os sete artistas compõem um trio de talento. Manuela Moura Guedes – TVI  A polícia encontrou no esgoto um tronco que provém, seguramente, de um corpo cortado em pedaços. E tudo indica que este tronco faça parte das pernas encontradas na semana passada. Agente PAULO CASTRO – Relações Públicas da P.J.  A vítima foi estrangulada a golpes de facalhão. Ângelo Bálsamo – JORNAL do INCRÍVEL  Há muitos redactores que, para quem veio do nada, são muito fieis às suas origens. António Tadeia – Crónicas do "CORREIO da MANHÃ"  Ela contraiu a doença em vida. Dr. Joaquim Infante – Hospital de Santa Maria  À chegada da polícia, o cadáver encontrava-se rigorosamente imóvel. Ribeiro de Jesus – PSP de Faro  Os antigos prisioneiros terão assim a alegria do reencontro para reviver os anos de sofrimento. Maria do Céu Carmo – Psiquiatra  A polícia e a justiça são as duas mãos do mesmo braço. Bento Ferreira – Juiz  O acidente fez um total de um morto e três desaparecidos. Teme-se que não haja vítimas. Juliana Faria – TV Globo  Antes de apertar o pescoço da mulher até à morte, o velho reformado suicidou-se. João Cunha – testemunha de crime



MULHER (ou homem) VIRTUAL


Vão a este site. É só escrever uma frase e ela (ou ele) repete oralmente. Palavrões e tudo! Em várias línguas. Até português do Brasil e de Portugal!

http://vhost.oddcast.com/vhost_minisite/demos/tts/tts_example.html

domingo, 13 de fevereiro de 2005

POMADA MILAGROSA!!
 
Certa noite, o Toni conheceu uma mulher fabulosa numa discoteca.
Vão os dois para um hotel, despem-se e quando já estava tudo preparadinho, eis que o Toni tudo tenta, mas nada... Ela, visivelmente desiludida, começa a impacientar-se...
O Toni, nervoso, senta-se na beira da cama e começa a entrar em pânico... Não havia maneira!
Banhado em suor, o Toni lembra-se de ir à casa de banho para se concentrar... Quando lá chega, desesperado, vê um tubinho de pomada e pensa:"Pode ser que isto melhore a circulação! Vou experimentar!".
E assim fez, pegou no tubo e untou-se com a pomada... Dito e feito! Nunca tinha visto nada assim! Fantástico! Milagre!
Foi outra vez para o quarto (inclusive com dificuldades em andar), agarrou na miúda e pimba...
Já pela manhã, a garota bem tentava fugir daquele tresloucado, mas ele não desarmava, ia atrás dela e pimba...
No fim de toda esta emoção, o Toni foi ver melhor que pomada era aquela que até ressuscitava mortos...
Foi à casa de banho, pegou na caixa e leu: "POMADA MILAGROSA: OS CALOS ENRIJECEM, ENDURECEM, APODRECEM E CAEM!"

Alargando a idade da reforma... Vai ser lindo, vai!!
Posted by Hello

sábado, 12 de fevereiro de 2005

... E é caso para o dizer...
Posted by Hello
COMO ENLOUQUECER UM HOMEM!

1. Esconde o comando da TV
2. Fecha a porta do carro com toda a força
3. Deita fora toda e qualquer peça de roupa deixada no chão da casa de banho
4. Põe as cervejas no congelador e deixa-as lá até congelarem completamente
5. Usa o espelho retrovisor interno do carro para retocar o rímel e deixa-o completamente desregulado
6. Quando ele estiver mais alegre que de costume diz-lhe com ar reprovador: "Tiveste a beber!"
7. Convence-o de que sabes cortar cabelo e corta o dele
8. Se ele demorar muito a pôr o preservativo, diz: "Não fiques nervoso... Se não der fica para amanhã."
9. Liga para o trabalho dele e diz que precisas de escrever uma carta no computador, mas não encontras o atalho para o Word
10. Ao veres, na televisão, a notícia da mulher que cortou o pénis do marido, murmura "Coitada!"
11. Oferece-lhe duas camisas e, quando ele usar uma, pergunta por que é que ele não gostou da outra
12. Quando ele perguntar "Foi bom?" Diz "Não te preocupes comigo... Eu estou bem, juro."
13. Trata-o com a objectividade que eles tanto pedem: "Já tive 3 maridos e, em termos de aproveitamento, pode-se dizer que és o do meio."
14. Quando ele não conseguir consertar qualquer coisa, exclama bem alto: "Precisamos de um HOMEM para arranjar isto!"

NB: Isto é só para sorrir... Não é para aplicar...

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2005

ORIGENS

Um alemão, um francês, um inglês e um português comentam um quadro de Adão e Eva no Paraíso.
O alemão disse:
- Olhem que perfeição de corpos: ela esbelta e esguia, ele com este corpo atlético, os músculos perfilados... Devem ser alemães.Imediatamente, o francês reagiu:
- Não acredito. É evidente o erotismo que se desprende de ambas as figuras...ela tão feminina... ele tão masculino... Sabem que em breve chegará a tentação... Devem ser franceses.Movendo negativamente a cabeça, o inglês comenta:
- Nada disso! Notem... a serenidade dos seus rostos, a delicadeza da pose, a sobriedade do gesto. Só podem ser Ingleses.Depois de alguns segundos mais de contemplação, o português exclama:
- Não concordo! Olhem bem: não têm roupa, não têm sapatos, não têm casa, só têm uma triste maçã para comer, não protestam e ainda pensam que estão no Paraíso… Só podem ser Portugueses!!

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2005

MULHERES...

Onze pessoas estavam penduradas por uma corda num helicóptero. Eram dez homens e uma mulher. Como a corda não era forte o suficiente para segurar todos, decidiram que um deles teria que se soltar da corda.
Eles não conseguiram decidir quem se ia soltar e, finalmente, a mulher disse que se soltaria da corda pois as mulheres estão acostumadas a largar tudo pelos seus filhos e maridos, dando tudo aos homens e recebendo nada em troca e que os homens, como a criação primeira de Deus, mereceriam sobreviver, pois eram também mais fortes, mais sábios e capazes de grandes façanhas...
Quando ela terminou de falar, todos os homens começaram a bater palmas...
Nunca subestime o poder e a inteligência de uma mulher! (antes pelo contrário...)

sábado, 5 de fevereiro de 2005

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2005

A IMPORTÂNCIA DAS PEQUENAS COISAS
Dois leões fugiram do Jardim Zoológico. Na hora da fuga, cada um tomou um rumo diferente, para despistar os perseguidores. Um dos leões foi para as matas e outro foi para o centro da cidade. Procuraram os leões por todo o lado, mas ninguém os encontrou. Tinham-se sumido.
Depois de uma semana, para surpresa geral, o leão que voltou foi justamente o que fugira para as matas. Voltou magro, faminto e alquebrado. Foi preciso pedir a um deputado que arranjasse vaga no Jardim Zoológico, porque ninguém via vantagem em reintegrar um leão tão carcomido. Assim, o leão foi reconduzido à sua jaula.
Passaram-se oito meses e ninguém mais se lembrou do leão que fugira para o centro da cidade, quando um dia, o bicho foi recapturado. E voltou para o Jardim Zoológico gordo, sadio, a vender saúde. Mal ficaram juntos de novo, o leão que fugira para a floresta perguntou ao colega:
- Como é que conseguiste ficar na cidade esse tempo todo e ainda voltar com essa saúde? Eu, que fugi para a mata, tive que pedir clemência, porque quase não encontrava o que comer... Como é que... vá, como foi? O outro leão então explicou: - Enchi-me de coragem e fui esconder-me numa repartição pública. Cada dia comia um funcionário e ninguém dava por falta dele.
- E por que voltaste então para cá? Tinham acabado os funcionários?
- Nada disso. Funcionário público é coisa que nunca acaba. É que eu cometi um erro gravíssimo. Tinha comido o director geral, um director de serviços, um chefe de divisão, um chefe de repartição, um chefe de secção, funcionários diversos, e ninguém deu por falta deles! Mas, no dia em que eu comi o que servia o cafezinho...

O canibal e a refeição estragada...
Posted by Hello

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2005

Viagra indiano...
Posted by Hello
CLASSIFICADOS

- Procuropessoaltécnicopararepararbarradeespaços.

- Psicopata assassino procura rapariga para relação curta.

- Troco caixa de brinquedos por revistas pornográficas.

- Procuro cão e sogra perdidos. Recompensa (só) pelo cão.

- Vndo máquina d scrvr com falta d uma tcla.

- Troco preservativo furado por roupa de bebé.

- Dãoce aulàs de Purtogez e hortugrafya.

- Troco lindo cão Dobermann por prótese de mão.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2005

O NOVO GESTOR...

Numa empresa em dificuldades, entendeu-se que estava na hora de melhorar a situação e foi contratado um novo gestor. Este veio determinado a agitar as bases e a tornar a empresa mais competitiva.
No primeiro dia de trabalho, acompanhado dos principais assessores, fez uma inspecção por toda a empresa.
Na fábrica, todos estavam trabalhando, excepto um rapaz, sem uniforme, que estava encostado a uma parede, com as mãos nos bolsos. Vendo uma boa oportunidade de demonstrar a sua nova filosofia de trabalho, o novo gestor perguntou ao rapaz:
- Quanto é que ganha por mês?
- Trezentos Euros – respondeu o rapaz sem saber de quem se tratava.
O administrador tirou os 300 Euros do bolso e deu-os ao rapaz, dizendo:
- Aqui está o seu salário deste mês. Agora desapareça e não volte mais aqui!
O rapaz guardou o dinheiro e saiu o mais depressa que pôde.
Aí, o gerente, enchendo o peito, perguntou ao grupo de funcionários:
- Algum de vocês sabe o que este tipo fazia aqui?
- Veio só entregar uma piza
– respondeu um dos operários... Não trabalhava cá!

SENTIDO DE ESTADO


O Dr. Paulo Portas – jornalista do Independente – criou uma notícia em 1995 sobre uma encomenda da Indonésia (ocupante de Timor Leste à época) que descredibilizou as OGMA – empresa do Estado que, até então, era lucrativa.

O Dr. Paulo Portas – ministro da Defesa – recuperou muitos postos de trabalho numa empresa do seu ministério – as OGMA – pois o Governo socialista tinha tentado encerrar a empresa. Estas oficinas não tinham encomendas pois estavam descredibilizadas perante a opinião pública nacional e internacional.

Moral da história:
Em política, abrir e tapar buracos estimula a carreira política desde que as pessoas não se lembrem de quem abriu o buraco. Há políticos que se valem da falta de memória das pessoas.

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...