domingo, 4 de junho de 2017

4 DE JUNHO - EDUARD KHIL

EFEMÉRIDEEduard Anatolievitch Khil, cantor barítono russo, morreu em São Petersburgo no dia 4 de Junho de 2012. Nascera em Smolensk, em 4 de Setembro de 1934. Foi condecorado com o Prémio de Artista do Povo da República Socialista Federativa Soviética da Rússia (RSFSR), em 1974.
Filho de um mecânico e de uma contabilista que se divorciaram, ficou a viver com a mãe. Durante a guerra, o jardim-de-infância onde ele se encontrava foi bombardeado. Separado da progenitora, foi evacuado para Bekovo, onde ficou num lar para crianças desprovido de instalações básicas. Apesar das dificuldades, Eduard brincava normalmente junto dos soldados feridos, que eram repatriados da frente de combate e estavam num hospital vizinho. 
Só reencontrou a mãe em 1943, quando Smolensk foi libertada. Em 1949, partiu para Leninegrado (actual São Petersburgo). Em 1955, inscreveu-se no Conservatório, onde estudou sob a direcção de Evgueni Olkhovksky e de Zoïa Lodyi. Obteve o diploma em 1960. Durante os estudos, interpretou vários papéis, nomeadamente o de Fígaro, em “As Bodas de Fígaro”.
Depois de se diplomar, entusiasmou-se com a música popular ao participar num concerto de Klavdia Chouljenko. Ganhou vários prémios nas duas décadas seguintes. Venceu o Concurso Russo para Artistas Intérpretes (1962) e foi convidado para actuar no Festival das Canções Soviéticas em 1965. No mesmo ano, ficou em 2º lugar no Festival Internacional de Música de Sopot
Em 1967, o compositor Andreï Petrov conquistou o Prémio do Estado da URSS graças a uma recolha de canções interpretadas sobretudo por Eduard Khil. No ano seguinte, Khil ganhou o título de Artista Meritório da RSFSR. Em 1971, foi-lhe outorgada a Ordem da Bandeira Vermelha do Trabalho. Eram tantos os prémios recebidos que o publico passou a chamar-lhe “Símbolo de Leninegrado”.
Após se aposentar da carreira musical no fim da década de 1980, quando do desmembramento da URSS, Khil desapareceu lentamente do cenário cultural russo, só ressurgindo em 2009 quando protagonizou um vídeo que se tornou viral na Internet/Youtube: “Trololo”. O vídeo foi visto mais de 20 milhões de vezes em todo o mundo e Khil recuperou a popularidade, vendo-o mesmo transmitido pela televisão russa.
Hospitalizado em São Petersburgo (2012) na decorrência de um AVC, entrou em estrado de coma e acabou por falecer aos 77 anos de idade. Estava casado com a bailarina Zoïa Pravdina desde 1958, tendo-a conhecido no Conservatório

Sem comentários:

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
- Lisboa, Portugal
Aposentado da Aviação Comercial, gosto de escrever nas horas livres que - agora - são muito mais...